NOTÍCIAS



7/21/2021

Abra Talks destaca aplicação de zeólita e mídias granulares no tratamento de águas e efluentes



Produto pode ser utilizado no tratamento de água e efluentes permitindo reduzir a turbidez, cor e SDI; remoção de ferro, manganês, amônia e metais pesados, bem como de Fluoreto.

Aluminosilicatos com estruturas tetraédricas, as zeólitas são utilizadas no tratamento de águas e efluentes. Entre as naturais, há mais de 60 tipos de zeólitas, enquanto as sintéticas contabilizam mais de 200 tipos. “Os mecanismos de ação no tratamento de água envolvem barreira física, adsorção e troca catiônica, bem como filtros granulares”, afirmou Rafael Di Serio, no “Abra Talks”, evento virtual mensal da Abrafiltros – Associação Brasileira das Empresas de Filtros e seus Sistemas – Automotivos e Industriais, no dia 13 de julho, quando abordou “Zeólita e mídias granulares aplicadas no tratamento de águas e efluentes”. Segundo Rafael, a zeólita, inicialmente, foi utilizada nos tratamentos de água como abrandador natural devido a sua capacidade de realizar troca catiônica com Cálcio e Magnésio. Atualmente, o material pode ser usado na área de tratamento de água e efluentes proporcionando soluções para diversos tratamentos.

Rafael apresentou alguns produtos na linha de zeólitas naturais, cada um com sua especificidade para garantir a remoção de ferro, manganês, amônia e outros minerais da água – Watercel ZN, Watercel ZF, Watercel SFM, Watercel ZS, Watercel ZZ e Watercel AF.

Para reduzir a turbidez, cor e SDI (medição de sólidos em suspensão) da água e efluentes conta com a Watercel ZN – zeólita natural clinoptilolita, com densidade aparente de 0,98 kg/L, área superficial de 40 m²/g, e ponto de fusão 1300 ºC e granumoletria do meio filtrante de 0.4 a 1.0 mm. Destacou entre os benefícios do produto: elevada remoção de sólidos, menor perda de carga, maior carreira de filtração, retrofit de sistema e aumento de vazão em modificação do filtro, redução de até 30% da carga de areia e de até 50% da carga de quartzo.

Para a remoção de ferro e manganês no tratamento da água e efluentes, há a Watercel ZF e Watercel SFM. A ZF, zeólita natural clinoptilolita modificada, também possui a mesma densidade, área superficial, ponto de fusão e granulometria semelhantes a ZN, com pH de operação maior ou igual a 6,8 para ferro e maior ou igual a 8,5 para manganês, atua com adsorção. 
Já o SFM é um produto à base de quartzo modificado quimicamente, com densidade aparente de 1.41 kg/L e pH de operação de 6.2 a 8.5 e granumoletria do meio filtrante de 0.15 a 0.70 mm. O uso pode ser combinado com carvão antracito.

Utilizada para remoção de amônia, a Watercel ZS é zeólita natural modificada clinoptilolita sódica, com densidade aparente de 0,98 kg/L, ponto de fusão 1300 ºC e granumoletria do meio filtrante de 0.4 a 1.0 mm. Atua com troca iônica, com alta afinidade com o íon amônio.

Produto à base de zeólita quimicamente modificada, o Watercel ZZ é usado para polimento de metais pesados presentes em águas e efluentes, com densidade aparente de 0,98 kg/L, ponto de fusão 1300 ºC e granumoletria do meio filtrante de 0.4 a 1.0 mm. Tem afinidade com os elementos: Cobre (Cu), Chumbo (Pb), Níquel (Ni), Cádmio (Cd), Zinco (Zn), Cromo (Cr), Estanho (Sn), Cobalto (Co), Mercúrio (Hg) e Prata (Ag).

O Watercel AF é uma alumina ativada, utilizada para remoção de Fluoreto (F–) da água para consumo humano, com densidade aparente de 0.75 kg/L, área superficial de 280 a 360 m²/g e granumoletria do meio filtrante de 1.0 a 1.6 mm. 

Para João Moura, presidente da Abrafiltros “o conteúdo apresentado reforça a diversidade existente nos processos de filtração para o tratamento de água e efluentes, principalmente quando olhamos para a zeolita como um elemento filtrante altamente eficiente”.

O “Abra Talks” teve início com a apresentação de Paul Gaston Cleveland, diretor geral da Camfil Lationamericana, onde abordou “Filtros de ar para ambientes controlados”. Em seguida, foi a vez de Rafael Di Serio e, em seguida, Eduardo R. Valenzuela, responsável pela área de suporte técnico e desenvolvimento para aplicação de plastisol e poliuretanos em filtros automotivos e industriais na Mastin, falou sobre “Adesivos para filtros automotivos”.

O próximo Abratalks acontece no dia 12 de agosto (quinta-feira) e vai abordar os princípios da filtração industrial, saneamento e seus impactos sociais e também a reciclagem de filtros automotivos. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através do link: https://forms.gle/kM6NEU4Dcda9UGzk6

Sobre a Abrafiltros:
Criada em 2006, a Abrafiltros – Associação Brasileira das Empresas de Filtros e seus Sistemas – Automotivos e Industriais – tem a missão de promover a integração entre as empresas de filtros e sistemas de filtração para os segmentos automotivo, industrial e tratamento de água e efluentes – ETA e ETE, representando e defendendo de forma ética os interesses comuns e consensuais dos associados.
 
Mais informações:
Verso Comunicação e Assessoria de Imprensa
www.versoassessoriadeimprensa.com.br




associados