Descarte Consciente recicla mais de 3,2 milhões de filtros

9/5/2015

Vicente de Aquino 

O programa Descarte Consciente Abrafiltros, de logística reversa de filtros usados do óleo lubrificante automotivo, que teve início em 2012, gerou resultados expressivos, superando a expectativa. O volume total reciclado no programa, de julho de 2012 a março de 2015, foi de 1.332.268 kg, sendo 1.284.316 kg de filtros usados, 19.341 kg de óleo e 28.611 kg de resíduos. 
O resultado equivale a 3.293.118 filtros do óleo lubrificante automotivo processados. “Todos precisamos ter responsabilidade ambiental e promover ações para superar os desafios da política nacional e resoluções estaduais de resíduos sólidos. Toda cadeia do setor deve se envolver com a logística reversa para trazer benefícios ao meio ambiente”, afirma João Moura, presidente da Abrafiltros - Associação Brasileira das Empresas de Filtros e seus Sistemas Automotivos e Industriais.
No programa, o metal é encaminhado para siderúrgicas, o óleo lubrificante usado segue para rerrefino e os rejeitos são coprocesados em cimenteiras e entram na composição do cimento, não havendo nenhum tipo de destinação para aterros sanitários. Atualmente, o programa está em vigor nos estados de São Paulo e Paraná, e em fase de aprovação pelo governo para implantação no Espírito Santo, em cumprimento às leis estaduais. 
No total, são mais de 1.000 pontos de coleta, realizada diretamente em geradores selecionados conforme as metas estabelecidas pelo programa, que tem a participação de 15 empresas: Affinia Automotiva Ltda; Cummins Filtration do Brasil; Donaldson do Brasil Equipamentos Industriais Ltda.; General Motors do Brasil Ltda.; Hengst Indústria de Filtros Ltda.; KSPG Automotive Brazil Ltda.; Magneti Marelli Cofap Fábrica de Peças Ltda.; Mahle Metal Leve S.A.; Mann+Hummel do Brasil Ltda.; Parker Hannifin Indústria e Comércio Ltda.; Poli Filtro Ind. e Comércio de Peças para Autos Ltda.; Scania Latin America Ltda.; Sofape S/A / Tecfil; Sogefi Filtration do Brasil Ltda. / Fram; e Wega Motors Ltda.
Em São Paulo, atende à Resolução SMA 038 de agosto de 2011, da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo, que determina que fabricantes, importadores, distribuidores, comerciantes e consumidores atuem em conjunto para promover a coleta, reciclagem e destinação final ambientalmente adequada dos filtros usados do óleo lubrificante automotivo, entre outros produtos relacionados pela SMA 038. Iniciado em julho de 2012, compreende atualmente 30 municípios e já reciclou 1.052.669 kg entre filtros usados, óleo lubrificante e outros resíduos. 
No Paraná, o programa foi implantado em fevereiro de 2013 em atendimento ao Edital de Chamamento 01/2012, de agosto de 2012, e já reciclou 227.338 kg entre filtros, óleo lubrificante usado e outros resíduos, abrangendo 30 municípios. O próximo estado para implantação é o Espírito Santo, onde o programa atenderá o Edital de Chamamento 02/2014, de novembro de 2014. O início está previsto para o segundo semestre, a partir do mês de julho, conforme a proposta apresentada pela Abrafiltros em 15 de abril, em fase de aprovação pela Secretaria do Meio Ambiente estadual.
“As leis ambientais são uma realidade e devem ser cumpridas. Há muitas empresas que integram a cadeia de filtros automotivos e ainda não se conscientizaram desse fato, estando sujeitas a multas e sanções governamentais, sendo que mais estados devem publicar editais de chamamento neste ano, além de ampliar a fiscalização. Ao participar do programa Descarte Consciente Abrafiltros, as empresas cumprem com a legislação de logística reversa pós-consumo, uma vez que o programa segue os Termos de Compromisso estabelecidos com os governos estaduais, com metas gradativas de coleta e abrangência geográfica”, explica Moura. “Dessa forma, os investimentos são menores e rateados entre o grupo, melhor do que a empresa ter que atuar individualmente na logística reversa, um processo de alto custo e complexidade, por isso a necessidade de crescimento gradativo com o amparo dos governos estaduais e participação do maior número possível de empresas, para que o processo tenha viabilidade logística e econômica”.
Pontos importantes na sustentação do programa são a Supply Service, responsável pela coleta e processamento em São Paulo; e a Geoquímica, responsável pela coleta e processamento no Paraná. É importante salientar que não há retorno direto para o segmento de filtros e todos os custos são pagos pelo programa (coleta, transporte, processamento e destinação final ambientalmente adequada), o que faz com que os custos aumentem proporcionalmente aos volumes coletados.




O que falam as empresas
Luis Fernando Tocci, diretor comercial da Sogefi, diz: “Estamos vivendo em um momento onde o consumidor busca por produtos e empresas que tenham consciência e responsabilidade, tanto social como ecológica”. Tocci complementa: “A Sogefi acredita que este programa, além do recolhimento pós-consumo dos filtros do óleo automotivo, evita que sejam descartados erroneamente, acabem por contaminar o solo e gerar danos à saúde da população. É também uma excelente ferramenta de marketing, indo de encontro com a demanda do mercado consumidor atual e futuro”.
Já Marcelo Simionato, diretor de planta da Donaldson, diz: “O programa Descarte Consciente Abrafiltros está alinhado com a nossa preocupação ambiental. Primeiramente implantado para o atendimento de uma solicitação do Governo do Estado de São Paulo, passou a ser referência para outros Estados, o que confirma a seriedade, assertividade e necessidade do mesmo”, explica.
E continua: “Sem esta iniciativa, os custos seriam muito altos e necessitaríamos de um departamento específico para cuidar do mesmo. Tratando-se de um grupo de empresas, somos mais eficazes no atendimento da lei. Acreditamos que, em um futuro próximo, além do filtro do óleo lubrificante, também será requerida a logística reversa para outros tipos de filtros, tornando impossível uma empresa cuidar deste assunto isoladamente”.
Denis Favari, supervisor de vendas da KSPG, também defende o programa Descarte Consciente de forma enfática: “Além de atender corretamente as normas exigidas na legislação, o programa Descarte Consciente une empresas do segmento automotivo em prol da preservação do meio ambiente. 
A KSPG participa do programa e aprova a boa condução com o apoio da Abrafiltros”.
Na Tecfil, Gerson Ferrante diz que “com o Programa Descarte Consciente, as empresas  atendem a legislação ao compartilhar a responsabilidade pela destinação dos filtros do óleo.” 
Ele explica que isso mudou muito o conceito de como tratar o descarte de produtos “e acarretou uma série de mudanças para a Tecfil, pois de acordo com a legislação, além do alto custo na manutenção e ampliação dos pontos de coleta para os filtros usados, devemos cumprir metas anuais de recolhimento”.
Segundo Marco Antônio Simon, gestor do programa, “a Abrafiltros tem buscado conscientizar o mercado e está aberta a inclusão de novos participantes. Ao integrar o programa, cada empresa contribui proporcionalmente ao volume de filtros comercializados com marca própria, um sistema justo e eficaz que permite que todos possam cumprir com as legislações de logística reversa para o setor, independente do porte da empresa”, diz Simon. “Os órgãos governamentais têm papel fundamental nesse processo, devendo aprimorar os mecanismos de fiscalização para garantir que a lei seja aplicada de maneira igualitária a todos os integrantes da cadeia logística, sejam fabricantes, importadores, distribuidores ou comerciantes - visando o cumprimento efetivo do conceito da responsabilidade compartilhada, conforme previsto na legislação. A logística reversa tem muito ainda a avançar no país, e com o apoio de todos – empresas, órgãos governamentais e consumidores - será possível progredir com esse tema tão importante para o meio ambiente”. 


Contato: Abrafiltros: www.abrafiltros.org.br

Fonte: Revista Meio Filtrante

AGENDA ABRAFILTROS 2016

Programe-se para as próximas reuniões da Abrafiltros

dez

15


jan

23


fev

22


mar

22


.........................................................


ASSOCIADOS

Conheça nossos associados