GM amplia fábrica de motores em Joinville com R$ 1,9 bilhão

5/2/2018

Unidade começa a operar em 2019 e fará propulsores para novo Onix

A GM inaugurou na sexta-feira, 2, um prédio de 46,8 mil metros quadrados para ampliação da fábrica de motores em Joinville (SC) e para a qual está investindo R$ 1,9 bilhão. A nova unidade, que começa a operar em julho de 2019, produzirá os motores da nova gama de veículos do projeto GEM, plataforma para mercados emergentes, que deverá substituir a atual do Onix e de outros modelos e que chegam ao mercado a partir de 2020. São esperados motores de 1.4 a 1.5 com quatro cilindros, além da versão 1.0 de três cilindros, com possíveis versões turbinadas. Já os veículos, deverão ser ao menos seis, incluindo os substitutos de Onix, Cobalt, Spin, Tracker e Montana, além de um mini SUV.

O aporte faz parte do ciclo de investimentos que a empresa anunciou para o Brasil, de R$ 13 bilhões, considerando o período de 2014 a 2020. O novo local abrigará seis novas linhas, das quais duas de usinagem de blocos de alumínio, duas de cabeçotes também de alumínio, além de uma de submontagem de cabeçotes e uma para a montagem de motores.

Segundo comunicado da montadora, a ampliação quadruplicou o tamanho da fábrica, que passou de 15 mil metros quadrados para 61 mil m². Com isso, a capacidade será ampliada de 120 mil atual para mais de 420 mil motores por ano, além dos blocos e cabeçotes. Com a ampliação, serão gerados 400 novas vagas de emprego diretos e indiretos.

“A GM entende que o mercado brasileiro iniciou um novo ciclo de crescimento. Queremos continuar expandindo a presença de nossa marca Chevrolet, que é líder de mercado no país há dois anos consecutivos. Com os novos investimentos estamos desenvolvendo novas tecnologias inovadoras e vamos ampliar a linha de produtos Chevrolet. A fábrica de Joinville, além de ser a mais sustentável da empresa no mundo, também será uma das mais inovadoras”, afirma no comunicado o presidente da GM Mercosul, Carlos Zarlenga.

A nova fábrica será configurada nos moldes da indústria 4.0 (manufatura inteligente), incluindo estações robotizadas, sistema autônomo de transporte e movimentação de materiais, sistema de monitoramento de processo por câmeras, testes elétricos de motores, gerenciamento de estoque e programação por meio de softwares conectados com a cadeia de suprimentos. Com isso, a produção será monitorada em tempo real.

De acordo com a GM, o novo investimento vai preparar a filial do Mercosul para se tornar uma plataforma de exportação global.

Fonte: AutomotiveBusiness

AGENDA ABRAFILTROS 2016

Programe-se para as próximas reuniões da Abrafiltros

fev

22


mar

22


abr

19


mai

24


.........................................................


ASSOCIADOS

Conheça nossos associados